Voltar

Desvio total de pênis

Jéssica Cristine Por Jéssica Cristine em

Na bovinocultura, é comum o uso de animais rufiões para detectar as vacas que estão em cio. Os rufiões saltam sobre as fêmeas mas não podem copular e fertilizar. Para isso, são realizados procedimento que impeçam a fertilização, como a vasectomia, epididimectomia e orquiectomia; e que impedem a cópula, como a fixação do S peniano e o desvio total de pênis.

No desvio total de pênis, na verdade, é feito o desvio no prepúcio em um ângulo de 35 a 45 graus para o lado esquerdo do animal. O desvio é feito para o lado esquerdo pois é o lado em que o rúmen está localizado, pois o rúmen faz peso do lado esquerdo e dificulta que o animal aprenda a copular "de ladinho", além disso durante a cirurgia a campo o animal fica em decúbito do lado direito para não fazer pressão sobre o rúmen.

Esse procedimento é realizado para impedir a cópula e a transmissão de doenças sexualmente transmissíveis, já que o rufião irá saltar sobre todas as fêmeas.

Desvio total de pênis X Fixação do S peniano

A vantagem da técnica de fixação do S peniano é que ela é mais rápida e fácil de realizar, porém a vida útil do rufião será menor, pois quando ele salta sobre a fêmea e tenta expor o pênis, ele não consegue desfazer o S peniano e ao tentar sente dor, fazendo com que ele perca a libido com o tempo e não salte mais sobre as fêmeas.

Já o desvio total de pênis é um procedimento mais demorado e trabalhoso, mas o rufião não irá perder a líbido. A desvantagem dessa técnica é que em alguns casos o animal pode aprender a copular de lado.

Técnica cirúrgica

Com o animal em decúbito lateral direito, é feito uma tricotomia ampla da região do prepúcio e antissepsia com iodo e álcool.

O primeiro passo da cirurgia é palpar o prepúcio e fazer uma incisão ao redor, da base do pênis até o óstio, dando toda a volta no prepúcio o mais próximo possível dele.

Em seguida, é preciso levantar o prepúcio na região do óstio do pênis com uma pinça e fazer um pique no subcutâneo com uma tesoura, abrindo um espaço. Depois, deve-se entrar por esse espaço com a tesoura fechada e retirá-la aberta, criando dessa forma um túnel. As laterais desse túnel devem ser seccionadas com a tesoura, rebatendo o prepúcio aos poucos até a base do pênis.

Depois de rebater, o prepúcio deve ser deslocado para a esquerda em um ângulo de 35 a 45 graus. Vale ressaltar que não pode deslocar muito o prepúcio pois pode ficar muito pendular e o animal não irá conseguir expor o pênis e reterá a urina. Da mesma forma, se deslocar muito pouco o prepúcio para o lado, o animal não terá dificuldade em copular.

O local que receberá o prepúcio ficará manchado de sangue, então nesse local deve ser feito uma incisão na pele, unindo-a com a primeira incisão feita ao redor do prepúcio.

Por fim deve ser feito a sutura, primeiro faz os pontos de orientação em padrão simples interrompido nos vértices das incisões e em seguida faz a sutura em padrão simples contínuo fechando toda a ferida cirúrgica.

Depois da cirúrgica, deve ser aplicado sobre o local spray de prata para evitar infecções e miíase.

Voltar